Património Natural

Conhecer a beleza natural de Alcofra, está ao alcance de todos através dos diversos percursos pedestres existentes na região.

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/14
Rio Alcofra

 

O Rio “Alcofra" que outrora teve o nome de Loendro, nasce no sítio do Chão do Peso, desce da serra com o nome de "corgueda" e dirige-se de Norte para Sul e inflectindo, a seguir, de Sudoeste para Noroeste, após 16 km de percurso, encontra-se com o Alfusqueiro perto de Destriz.

São seus principais tributários na margem direita os corgos de Farves, Novais, Crasto,  S. Domingos e Paraíso e na margem esquerda os corgos do Carvalhal, Pisão, Raiva, Cerejeda, Nogueira, Esporão e Urso'.

O Rio de Alcofra corre entre fraguedos cortados a pique e despenha-se em "cataratas" de acentuado desnível. Com as correntes de Inverno chega a atingir grande volume de água.

Desta  circunstância. quando   as  levadas   não desviam as águas para  a irrigação  das  várzeas  e lameiros, o ruído das cascatas" é ensurdecedor e a sua  espuma  encantadora.

As margens do rio são povoadas de esquecidos moinhos, cujas mós, há alguns anos atrás, rodavam sem fins de semana ou dias santos, transformando o grão de milho e de centeio em «fina flor» que recendia cada semana, quando ardia o forno, sobre a mesa dos Alcofrenses.

 

Madalena das Dores Antunes, Alcofra e a Sua Gente.

Loendros

 

Espécie botânica em vias de extinção que sobreviveu do período geológico do Terciário. Carateriza-se pela beleza da sua cor violeta forte e folhagem verde. Entre maio e junho pode ser encontrada na região, em três áreas: na Reserva Botânica de Cambarinho (Percurso do Cambarinho), no núcleo de Farves e Novais (PR2) e nas margens dos Rios Alcofra e Alfusqueiro.

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/48
Paisagem e Vegetação

 

Os montes , a Nascente e a Norte, são zonas graníticas, a Sul e a Poente xistosas.

Quando se percorre  os montes  de Alcofra, tem-se a oportunidade de verificar, com muito espanto, que só as partes totalmente rochosas não tiveram, algum dia, qualquer aproveitamento.

Na sua maior parte, as pedras soltas foram todas reunidas em monturos, para facilitar as «cavadas».

Possui Alcofra excelentes matas de pinheiros, bastantes carvalhos e castanheiros, como em geral acontece em toda a encosta Poente da serra.

Na parte mais próxima de Farves e Novais a vegetação é, na maioria, primitiva: giestas, mato, car­queja e urzes. Hoje, parte desses montes encontram-se com os seus penedos «descarnados», devido aos fogos que aí deflagram constantemente, nos últimos anos.

 

 

Madalena das Dores Antunes, Alcofra e a Sua Gente.